Man� da Segunda - Clientes Mais F�ceis de Conquistar: Os Que J� Temos!

 
From: "Mana da Segunda - " <send01@cbmc.org.br>
Subject: Man� da Segunda - Clientes Mais F�ceis de Conquistar: Os Que J� Temos!
Date: October 11th 2014 7:39p.m.
Prezados Assinantes do Maná da Segunda,

Pedimos desculpas pelos incômodos causados pelas falhas na distribuição dos Manás dos dias 29 de setembro e 6 de outubro de 2014. Este último segue abaixo e para aqueles que ainda gostariam de receber o de 29 de setembro, solicitamos que se manifestem escrevendo para o endereço cbmcbr@gmail.com.

Continuamos em nossos esforços para mantermos este ministério técnica, tecnologicamente e financeiramente saudáveis, para o que pedimos suas orações e intercessões. Usem o endereço acima como canal de comunicações, além de nosso site www.cbmc.org.br e página no Facebook www.facebook.com/groups/CBMCBRASIL.  Sugestões e comentários são bem-vindos!

Obrigado pela compreensão,

CBMC Brasil

Equipe do Maná da Segunda


MANÁ DA SEGUNDA

www.cbmc.org.br

www.facebook.com/groups/CBMCBRASIL

https://soundcloud.com/cbmcbrasil

6 de outubro de 2014

Dezessete anos servindo às comunidades empresarial e profissional


Clientes Mais Fáceis de Conquistar: Os Que Já Temos!

Por Rick Boxx

 

Líderes empresariais amam ir à caça de novos clientes. Talvez pela “emoção do esporte”, o entusiasmo de identificar novos compradores, aliado à satisfação e o sentimento de realização que advém de seduzir o cliente do concorrente. Para quem tem forte espírito competitivo pode ser bem emocionante. 

 

Novos clientes são importantes para o crescimento. Podemos aumentar o volume de negócios apenas com clientes que já existem, mas crescer de forma substancial significa quase sempre a expansão da carteira. Ao mesmo tempo é preciso cautela. Ao colocar o foco primariamente em novos clientes, os que já existem podem ser negligenciados no processo.

 

É comum presumir que clientes existentes são fiéis à organização, deduzindo que estão seguros. Afinal de contas, provavelmente transacionamos com eles, às vezes, por anos. Sendo assim, por que desejariam deixar-nos? Assumir esta atitude, porém, não somente corremos o risco de servi-los de forma deficiente, como também esquecermo-nos de que existem outros “caçadores” à cata de nossos clientes, enquanto tentamos atrair os deles.

 

Um princípio de vendas e marketing aprovado pelo tempo nos diz que é mais fácil manter clientes satisfeitos que já temos do que encontrar outros. Empreendimentos sem fins lucrativos que dependem de doadores (clientes) para suporte financeiro, por exemplo, sabem que é mais fácil reter um contribuinte que acredita em sua missão do que atrair novas pessoas para a causa. 

 

Isso levanta outra questão: quem é nosso cliente? Alguns empresários não restringem o rótulo de “cliente” apenas aos que compram seus produtos e serviços. Clientes, para eles, incluem empregados e fornecedores. Em outras palavras, todos que participam e contribuem para o sucesso da organização. 

 

Essa é uma boa prática em negócios, como também da nossa administração perante Deus. Se Ele o tem abençoado com bons clientes, também espera que você os valorize e trate bem. Jesus diz: “Ame o seu próximo como a si mesmo” (Lucas 10.27). Em outras palavras, tratar nossos semelhantes – nossos clientes – como gostamos de ser tratados. Como fazer isto? Eis algumas diretrizes bíblicas:

 

Esteja atento às necessidades dos que estão ao seu cuidado. Se nos concentrarmos demais em conseguir novos negócios, poderemos deixar de reconhecer necessidades críticas dos clientes já existentes. “Esforce-se para saber bem como suas ovelhas estão, dê cuidadosa atenção aos seus rebanhos, pois as riquezas não duram para sempre, e nada garante que a coroa passe de uma geração para outra” (Provérbios 27.23-24). 

 

Não tire proveito dos que depositam sua confiança em você. Clientes ignorados ou negligenciados podem se sentir não valorizados e se deixarem seduzir pelos concorrentes. “Foram vocês que dispersaram e expulsaram o Meu rebanho, e não cuidaram deles. Mas Eu vou castigar vocês pelos seus maus procedimentos, declara o Senhor” (Jeremias 23.2). 

 

Coloque-se no lugar do cliente. Nós, é claro, somos clientes de outras empresas. Como nos sentiríamos se fôssemos ignorados ou postos de lado por causa de um novo cliente? Por isso Jesus instruiu Seus seguidores: “Assim, em tudo, façam aos outros o que querem que eles lhes façam” (Mateus 7.12). 

 

Próxima semana tem mais!


Rick Boxx é presidente e fundador da "Integrity Resource Center", escritor internacionalmente reconhecido, conferencista, consultor empresarial, CPA, ex-executivo bancário e empresário. Adaptado, sob permissão, de "Momentos de Integridade com Rick Boxx", um comentário semanal acerca de integridade no mundo dos negócios, a partir da perspectiva cristã. Tradução de Mércia Padovani. Revisão e adaptação de J. Sergio Fortes (fortes@cbmc.org.com)


MANÁ DA SEGUNDA® é uma refelxão semanal do CBMC - Conecting Business and Marketplace to Christ, organização mundial, sem fins lucrativos e vínculo religioso, fundada em 1930, com o propósito de compartilhar o Evangelho de Jesus Cristo com a comunidade profissional e empresarial. © 2008 - DIREITOS RESERVADOS PARA CBMC BRASIL -  E-mail: liong@cbmc.org.br -Desejável distribuição gratuita na íntegra. Reprodução requer prévia autorização. Disponível também em alemão, espanhol, francês, inglês, italiano e japonês.


Somos contra o SPAM na rede e em favor do direito à privacidade. Esta mensagem não é considerada SPAM, pois o remetente está identificado, o conteúdo claramente descrito e com a opção de exclusão de seu e-mail. Para exclusão do seu nome de nossa lista de mailing , por favor, envie um email para liong@cbmc.org.br escrevendo "REMOVER" no campo de assunto.


Questões Para Reflexão ou Discussão  

 

1.    Em sua experiência, sobre o que é dada maior ênfase, na retenção de clientes existentes ou à conquista de novos? O que você pensa a respeito?

2.    Como os líderes de uma empresa podem obter equilíbrio entre a busca de novos negócios e a manutenção dos já existentes, para que se sintam valorizados e bem servidos?

3.    Você já havia pensado em seu cliente como seu “próximo”, segundo a definição de Jesus? Como isso afeta a forma como abordamos nossas relações com os clientes?

4.    A Bíblia nos adverte a “cuidarmos do nosso rebanho”. Como uma empresa pode aplicar essa orientação a seus clientes, empregados e fornecedores de maneira prática?

Desejando considerar outras passagens da Bíblia relacionadas ao tema, sugerimos: Mateus 25.14-30; Lucas 15.1-6; Efésios 6.9; 1Timóteo 6.17-18; 1Pedro 5.1-3.  

  

[message_body]

Para ser retirado da lista: [list_name], por favor vá para a página:

http://cbmc.org.br/mana.htm

Escolha a opção "cancelar". Obrigado!

Forward to a Friend
 
 
  • This mailing list is a public mailing list - anyone may join or leave, at any time.
  • This mailing list is announce-only.

Maná da Segunda, é uma edição semanal de textos com situações corriqueiras no dia a dia de trabalho, sempre baseados na Bíblia.

Privacy Policy:

De acordo com a polí­tica do CBMC Brasil seu endereço de e-mail não será divulgada para nenhuma atividade que não seja a de receber o Mana da Segunda ou outras comunicações do CBMC Brasil.

Go back to CBMC Brasil