Maná da Segunda - Você Curte Seu Trabalho?

 
From: "Mana da Segunda - " <send01@cbmc.org.br>
Subject: Maná da Segunda - Você Curte Seu Trabalho?
Date: April 8th 2018 3:06p.m.

Unsubscribe Automatically:

MANÁ DA SEGUNDA

MANÁ DA SEGUNDA

www.cbmc.org.br

http://www.facebook.com/groups/CBMCBRASIL

https://soundcloud.com/cbmcbrasil

9 de abril de 2018

Vinte anos servindo às comunidades empresarial e profissional


Você Curte Seu Trabalho?

Por Jim Langley

 

Trabalho é aquilo que fazemos, mas será que é o que somos?  Tendemos comumente a extrair grande parte do nosso senso de identidade e valor de nossa vocação. Geralmente quando conhecemos alguém, uma das primeiras perguntas que fazemos (ou nos fazem) é: “Em que você trabalha?” Esta é uma pergunta válida em muitos casos, mas não se for usada para definir quem nós somos ou a forma como percebemos os outros. É muito fácil confundir profissão com adoração.

 

A palavra “adoração” se traduz como aquilo que é digno de nossa atenção e culto - aquilo que tem o maior valor aos nossos olhos. O trabalho é importante, mas será que vale o bastante para que lhe dediquemos todo o nosso tempo, energia e recursos à custa de todas as demais coisas?

 

Posso entender esse dilema, porque sou um viciado em trabalho em recuperação. Anteriormente me deixei consumir pelo que estava fazendo e perdi o equilíbrio em minha vida. Ainda preciso me guardar dessa tentação; aprendi a pedir a outras pessoas que me cobrassem a responsabilidade de manter em minha vida o equilíbrio apropriado. 

 

Em Gênesis 3, aprendemos que a começar por Adão, todos precisam trabalhar por seu sustento. Algumas pessoas veem isso como uma maldição, achando que a vida seria muito melhor sem termos que trabalhar. Entretanto, eu creio que o trabalho estabelece um padrão para experimentarmos uma vida significativa. Eu sempre achei que o trabalho era uma coisa boa, revigorante e realizadora. Em Gênesis 3:19, Deus declara: “Com o suor do seu rosto você comerá o seu pão, até que volte à terra, visto que dela foi tirado; porque você é pó e ao pó voltará.” Essa não é a mensagem que preferimos ouvir, mas é a nossa realidade cotidiana. 

 

Assim como o trabalho de nossas mãos pode ser compensador, também pode nos exaurir - uma armadilha da qual devemos nos proteger. A Bíblia nos ensina que há tempo para trabalhar e tempo para descansar.  Eclesiastes 3:1-8 nos diz:  “Para tudo há uma ocasião certa; há um tempo certo para cada propósito debaixo do céu: tempo de nascer e tempo de morrer, tempo de plantar e tempo de arrancar o que se plantou...tempo de derrubar e tempo de construir...tempo de espalhar pedras e tempo de ajuntá-las...tempo de procurar e tempo de desistir...”

 

Até mesmo Deus tem um tempo para trabalhar e um tempo para descansar. Gênesis 2:2-3 afirma: “No sétimo dia Deus já havia concluído a obra que realizara, e nesse dia descansou. Abençoou Deus o sétimo dia e o santificou, porque nele descansou de toda a obra que realizara na criação.” 

O trabalho de Deus em tudo o que Ele criou é maravilhoso. À nossa própria maneira, nós também desejamos criar alguma coisa de valor que permaneça. Depois de completarmos uma tarefa bem feita, podemos olhar para trás e ver que aquilo foi bom, como Deus o fez. Em Eclesiastes 5:18-20, Salomão concluiu que o trabalho é “dom de Deus” e nos proporciona “alegria do coração”. Por isso ele disse em Eclesiastes 9:10: “O que as suas mãos tiverem que fazer, que o façam com toda a sua força, pois na sepultura, para onde você vai, não há atividade nem planejamento, não há conhecimento nem sabedoria.” Há uma certa urgência aqui; deveríamos considerar o trabalho que Deus determinou para nós enquanto ainda há tempo para fazê-lo. 

 

Ao mesmo tempo, precisamos confrontar o potencial desafio de cultuar o trabalho que fazemos. Podemos nos tornar tão focados no trabalho em si mesmo que ele acaba se tornando nosso deus. Essa é uma das razões para Deus ter dado Seu primeiro mandamento em Êxodo 20:3.  Ele declarou: “Não terás outros deuses além de Mim.”  Isto inclui nosso trabalho.


Uma de minhas passagens bíblicas favoritas é Colossenses 3:23-24, que nos lembra: “Tudo o que fizerem, façam de todo o coração, como para o Senhor, e não para os homens, sabendo que receberão do Senhor a recompensa da herança...” Trabalho é aquilo que fazemos, mas não o que somos. Deus está mais preocupado com o que somos e com o Seu relacionamento conosco. 

 

Próxima semana tem mais!


Texto de autoria de Jim Langley, agente e perito em seguros de vida (CLU), da New York Life, desde 1983. Membro ativo do CBMC Santa Bárbara, Califórnia, desde 1987. Tradução de Mércia Padovani. Revisão de Juan Nieto (jcnieto20@gmail.com)


MANÁ DA SEGUNDA® é uma reflexão semanal do CBMC - Conectando Business e Mercado a Cristo, organização mundial, sem fins lucrativos e vínculo religioso, fundada em 1930, com o propósito de compartilhar o Evangelho de Jesus Cristo com a comunidade profissional e empresarial. © 2018 - DIREITOS RESERVADOS PARA CBMC BRASIL -  E-mail: adm.mana@cbmc.org.br -Desejável distribuição gratuita na íntegra. Reprodução requer prévia autorização. Disponível também em alemão, espanhol, inglês, italiano e japonês.

Somos contra o SPAM na rede e em favor do direito à privacidade. Esta mensagem não é considerada SPAM, pois o remetente está identificado, o conteúdo claramente descrito e com a opção de exclusão de seu e-mail. Para exclusão do seu nome de nossa lista de mailing , por favor, envie eail para adm.mana@cbmc.org.br escrevendo "REMOVER" no campo de assunto.


Questões Para Reflexão ou Discussão  

 

1. Quanto o seu trabalho faz parte do que você acha de si mesmo, quem você é aos seus próprios olhos e aos olhos das outras pessoas?

2, Você adora o seu trabalho, nem que seja às vezes? Você já teve que lutar com a tentação de adorar o trabalho que faz às custas de tudo o mais?

3. Por que é fácil transformar o trabalho em um deus? Você tem observado isso acontecer com frequência, seja em sua vida ou na de outras pessoas?

4. De que maneiras podemos estabelecer e manter um equilíbrio apropriado entre trabalho, outras áreas de nossa vida e especialmente nossa adoração e culto a Deus?

Desejando considerar outras passagens da Bíblia relacionadas ao tema, sugerimos: Provérbios 16:1-3; 1Coríntios 3:12-15; 10:31; Efésios 4:15-16; 1Tessalonicenses 5:12-14. 


 

 

 




 
 Sent with Mailtrack 
         
     

 

 

 

Durante perto de 20 anos tenho assinado e-mails e cartas com a frase “Aqui para servir”. Isso começou quando eu tinha a expectativa de presidir os setenta e tantos membros do Kiwanis Club. Eu queria transmitir aos associados aquilo que eu acreditava ser o nosso papel como uma organização de prestação de serviços. 

 

Eu sentia que o lema “Aqui para servir” explicava porque nos reuníamos como um corpo de trabalhadores comunitários, dedicados ao bem-estar dos jovens em nossa comunidade. Eu descobri que esse slogan também se encaixava ao meu modelo de negócios, já que eu o considerava construído mais com base em serviços do que em vendas. Uma vez feita a venda, é preciso que haja um compromisso de longo prazo para servir às necessidades do cliente. Até mesmo meu web site de negócios abre com a frase “Aqui para servir”. 

 

Foi então que eu tive uma revelação divina. A maior parte da minha correspondência por e-mail não tinha nada a ver com negócios ou Kiwanis e, contudo, eu descobri que estava usando a mesma assinatura também para e-mails pessoais. Isso me dispôs a considerar o que eu estava comunicando por meio dessa forma única de encerrar todas as minhas comunicações escritas.

 

Tomei consciência de que estava transmitindo meu desejo de servir a Deus em todas as minhas tratativas empresariais e pessoais. Essa frase se tornou um lembrete constante para mim sobre o que é realmente importante naquilo que eu faço e naquilo que eu sou. A ideia de “liderança de servo” tem estado conosco no mercado de trabalho desde 1977, quando Robert K. Greenleaf, um executivo aposentado da AT&T, apresentou esse conceito em seu livro “Servant Leadership” (Liderança Servidora). 


Entretanto, servir como líder vai muito além disso de volta no tempo. Os relatos bíblicos nos mostram o maravilhoso exemplo que Jesus Cristo deu a Seus discípulos e a todos os que O têm seguido desde então. 


João 13 nos conta sobre Jesus despindo Seu manto e enrolando uma toalha em torno de Sua cintura na Festa da Páscoa. Ele lavou os pés dos Seus discípulos explicando: “Eu lhes dei o exemplo, para que vocês façam como lhes fiz. Digo-lhes verdadeiramente que nenhum escravo é maior do que o seu senhor, como também nenhum mensageiro é maior do que aquele que o enviou. Agora que vocês sabem estas coisas, felizes serão se as praticarem.”  (João 13:15-17). 

 

Em outro momento, Jesus disse a Seus seguidores: “Pois nem mesmo o Filho do homem veio para ser servido, mas para servir e dar a Sua vida em resgate por muitos.” (Marcos 10:45). Mesmo como Deus encarnado Ele estava disposto a servir humildemente aos outros. 

 

As duas últimas décadas em que tenho buscado servir a Deus e aos outros me ensinou uma verdade notável. O Senhor Se agrada de nossa atitude de servo e vai nos abençoar mais do que poderíamos imaginar. Certamente, mais do que merecemos. Entretanto, alerto contra o fazer disso uma estratégia para obter sucesso ou ser reconhecido por aquilo que fazemos. A maior parte do que fazemos pelos outros pode nem ser notada. O que importa é confiar que nossas ações agradem a Deus e propiciar ajuda oportuna para outros em tempos de necessidade. 


O nosso foco nos negócios geralmente se concentra em nossa habilidade, mas quando nos comprometemos em servir aos outros, o foco de Deus está em nossa disponibilidade. Você está disposto a fazer-se disponível para o que quer que seja ou quem quer que seja que Deus coloque em seu caminho?


Esteja preparado. Algumas das circunstâncias que você enfrenta podem não ser aquelas que você tem em mente. Precisamos estar alertas para qualquer oportunidade de servir, sabendo que se deixarmos de fazê-lo, também deixaremos de usufruir de maravilhosas bênçãos. Servindo aos outros, também estamos servindo ao nosso Senhor. Deveríamos apreciar o fato de providencialmente estarmos Aqui para servir!

 

Próxima semana tem mais!


Texto de autoria de Jim Langley, agente e perito em seguros de vida (CLU), da New York Life, desde 1983. Membro ativo do CBMC Santa Bárbara, Califórnia, desde 1987. Tradução de Mércia Padovani. Revisão de Juan Nieto (jcnieto20@gmail.com)


MANÁ DA SEGUNDA® é uma reflexão semanal do CBMC - Conectando Business e Mercado a Cristo, organização mundial, sem fins lucrativos e vínculo religioso, fundada em 1930, com o propósito de compartilhar o Evangelho de Jesus Cristo com a comunidade profissional e empresarial. © 2018 - DIREITOS RESERVADOS PARA CBMC BRASIL -  E-mail: liong@cbmc.org.br -Desejável distribuição gratuita na íntegra. Reprodução requer prévia autorização. Disponível também em alemão, espanhol, inglês, italiano e japonês.


Somos contra o SPAM na rede e em favor do direito à privacidade. Esta mensagem não é considerada SPAM, pois o remetente está identificado, o conteúdo claramente descrito e com a opção de exclusão de seu e-mail. Para exclusão do seu nome de nossa lista de mailing , por favor, envie um email para liong@cbmc.org.br escrevendo "REMOVER" no campo de assunto.


Questões Para Reflexão ou Discussão  

 

1.  Pense em alguém que tenha servido você de maneira especial. Como foi essa experiência para você e como você reagiu a ela?

2.  É fácil para você adotar a atitude de servo para com os outros? Quais fatores ou obstáculos tornam isso difícil?

3.  O que os exemplos mostrados por Jesus Cristo dizem a você sobre a atitude de Deus em relação a servir aos outros?

4.  Você acha que a atitude de servo – ou a liderança de servo – é comum ou rara no mercado de trabalho atual? Explique sua resposta.  

Desejando considerar outras passagens da Bíblia relacionadas ao tema, sugerimos: Provérbios 22:20-21;  Mateus 20:25-28;  Gálatas 5:13-15; Efésios 6:7-8;  I Pedro 4:7-10.  

 

Forward to a Friend
 
 
  • This mailing list is a public mailing list - anyone may join or leave, at any time.
  • This mailing list is announce-only.

Maná da Segunda, é uma edição semanal de textos com situações corriqueiras no dia a dia de trabalho, sempre baseados na Bíblia.

Privacy Policy:

De acordo com a polí­tica do CBMC Brasil seu endereço de e-mail não será divulgada para nenhuma atividade que não seja a de receber o Mana da Segunda ou outras comunicações do CBMC Brasil.

Go back to CBMC Brasil