Maná da Segunda - O Pouco Valorizado Presente do Descanso

 
From: "Mana da Segunda - " <send01@cbmc.org.br>
Subject: Maná da Segunda - O Pouco Valorizado Presente do Descanso
Date: October 7th 2018 3:46p.m.

MANÁ DA SEGUNDA

www.cbmc.org.br

http://www.facebook.com/groups/CBMCBRASIL

https://soundcloud.com/cbmcbrasil

1 de outubro de 2018

Vinte e um anos servindo às comunidades empresarial e profissional


O Pouco Valorizado Presente do Descanso

Por Sergio Fortes

Recentemente passei um sábado inteiro em casa fazendo... nada. Tinha planejado ir a um belo parque na pequena cidade onde vivo, e vaguear por entre suas árvores gigantes, seus lagos e áreas abertas onde algumas famílias desfrutam de afetuosos piqueniques.

Por alguma razão, não pude fazer nenhuma dessas coisas. Ócio – você poderia chamar isso de preguiça, ou apatia espiritual e inatividade – tomaram conta de mim. Li um pouco, assisti TV por algum tempo, comi e dormi. Ao final do dia, porém, senti-me péssimo, quase culpado. Não pude deixar de sentir que havia desperdiçado o dia, sendo improdutivo.  Era como se tivesse perdido um dia.

Falando sobre isso com minha filha, uma psicóloga, ela despertou minha atenção ao me apresentar uma perspectiva diferente: “Não, pai, o descanso é um presente de Deus. Receba esse presente sem culpa e o curta.” Inatividade, descanso — presentes de Deus?

Isso me fez lembrar que a semana que passou havia sido intensa, com muito trabalho difícil, além de várias viagens. É claro que eu precisava de um tempo de pausa, uma oportunidade para me reenergizar. Me lembrei de que a Bíblia nos diz que até mesmo Deus “...Acabou de fazer todas as coisas e descansou de todo o trabalho que havia feito” (Gênesis 2:2). Não sei por que Deus precisou descansar, mas a Bíblia diz claramente que Ele “descansou”. Então faz sentido que, tendo sido criados à Sua imagem, a cada semana, ao término do nosso trabalho, nós também separemos tempo para descansar. 

Certa vez, os apóstolos retornaram para Jesus depois de uma viagem ministerial de que Ele os havia incumbido. Ao apresentar seu relatório, eles narraram dias de trabalho árduo e fraqueza emocional. Nem mesmo tiveram tempo para comer. A resposta de Jesus lhes proporcionou uma lição significativa: “Vamos sozinhos para um lugar deserto a fim de descansarmos um pouco” (Marcos 6:31). 

Há uma história de um sacerdote de uma pequena vila, depois de anos de trabalho duro, comunicou a seus paroquianos no sermão de domingo pela manhã, que ele pretendia tirar uns dias de férias. Na saída da igreja, três irmãs idosas fizeram objeção ao seu plano, expressando sua discordância e argumentando: “Como o senhor pode sair de férias? O senhor não sabe que o diabo não tira férias?” O velho sacerdote respondeu com humildade e sabedoria: “É por isso que eu preciso de férias: para não fazer as obras do diabo.”    

Os desafios empresariais e profissionais diários que enfrentamos são imensos. Nem sempre conseguimos alcançar os objetivos que queremos. Os resultados às vezes são mínimos; em outros momentos, sentimo-nos como se não tivéssemos realizado nada. Em consequência, somos tentados a pensar que não temos direito ao lazer, porque ainda temos trabalho que precisa ser feito. 

Inconscientemente punimos a nós mesmos com programas de final de semana e atividade frenética, incluindo tudo o que podemos imaginar, exceto descansar. Nada de lazer. Algumas pessoas chegam a falar em “ócio criativo”, talvez como uma reação inconsciente que mesmo no descanso deveríamos estar produzindo algo de valor. Contudo, não há necessidade para essa “punição” auto infligida. Como minha filha me fez lembrar, descanso é presente de Deus.

A próxima vez que você decidir descansar, lembre-se que não há razão para culpa ou para sentir que estar fazendo alguma coisa é sempre melhor do que não fazer nada. Ao contrário, dê a si mesmo o direito de não fazer nada, e faça isso com alegria e em perfeita paz, como presente de Deus para você. 

“Eu mesmo serei o pastor do Meu rebanho e encontrarei um lugar onde as ovelhas possam descansar. Sou Eu, o Senhor Deus quem está falando” (Ezequiel 34:15). 

 Próxima semana tem mais!


Sergio Fortes é consultor empresaial, especialista em logística e liderança corporativa, membro do CBMC BRASIL. Tradução de Mércia Padovani. Revisão de Juan Nieto (jcnieto20@gmail.com).


MANÁ DA SEGUNDA® é uma reflexão semanal do CBMC - Conectando Business e Mercado a Cristo, organização mundial, sem fins lucrativos e vínculo religioso, fundada em 1930, com o propósito de compartilhar o Evangelho de Jesus Cristo com a comunidade profissional e empresarial. © 2018 - DIREITOS RESERVADOS PARA CBMC BRASIL -  E-mail: adm.mana@cbmc.org.br -Desejável distribuição gratuita na íntegra. Reprodução requer prévia autorização. Disponível também em alemão, espanhol, inglês, italiano e japonês.

 

Somos contra o SPAM na rede e em favor do direito à privacidade. Esta mensagem não é considerada SPAM, pois o remetente está identificado, o conteúdo claramente descrito e com a opção de exclusão de seu e-mail. Para exclusão do seu nome de nossa lista de mailing , por favor, envie um e-mail para adm.mana@cbmc.org.br, escreendo REMOVER no campo "assunto".


Questões Para Reflexão ou Discussão   

 

1.  Como você se sente quando lhe é permitido descansar, sem atividades agendadas ou coisas que se espera que você faça?  Você recebe bem esses momentos ou se sente culpado, como se fosse sua obrigação estar fazendo alguma coisa?

2. O que é para você um tempo de descanso significativo?

3. Quando o sacerdote mencionado no texto disse que planejava descansar para “não fazer as obras do diabo”, o que você acha que ele quis dizer?

4. Você já pensou em incluir Deus ao planejar um tempo para descanso, especialmente depois de um período de muito trabalho e agenda lotada?

Desejando considerar outras passagens da Bíblia relacionadas ao tema, sugerimos: Êxodo 33:12-14; 1Reis 19:3-9; Salmos 37:3-7 34; 46:10;  Isaías 40:31; Mateus 11:28.   

 


 

 


 

 

 

 

 

 
Mailtrack                                       Remetente notificado por 

 

 

“Em que você trabalha?” Esta é uma pergunta que comumente fazemos a uma pessoa que acabamos de conhecer, quem sabe durante uma viagem de negócios ou numa cafeteria. É uma forma de travar conhecimento com alguém. As pessoas também perguntam: “Que faculdade você frequentou?” Algumas vezes, estas perguntas surgem durante uma entrevista de emprego. Elas fornecem informações interessantes, mas nem sempre são relevantes para a competência profissional. 

 

Antes de iniciar minha carreira me inscrevi em uma importante faculdade de jornalismo. Diplomei-me e fiz mestrado em jornalismo, mas aprendi mais sobre escrita e editoração em meus primeiros meses como editor de jornal do que durante todos os cinco anos em que estive na faculdade. Grande parte do conhecimento teórico que acumulei na faculdade não tinha aplicação prática para as minhas responsabilidades de trabalho cotidianas. 

 

Como Seth Godin, escritor, empreendedor e blogueiro observou: “O campus onde você passou quatro anos trinta anos atrás pouco contribui para o trabalho que você vai fazer. Eis o que importa: a forma como você encara seu trabalho. O que você construiu? O que você liderou?  Como você toma decisões?... Como você age quando ninguém está olhando? Você não é o seu currículo. Você é a trilha que deixou para trás, as pessoas que influenciou, o trabalho que fez.” 

 

Há muita sabedoria no que Godin diz. Ter o MBA de uma faculdade de economia de destaque ou o diploma de uma prestigiosa universidade parece impressionante, mas não fala das qualidades interiores necessárias para um membro ou líder de equipe de alta qualidade. Nós queremos o relato da trajetória de uma pessoa: o que ela realizou ou as experiências que teve, particularmente as que se relacionam ao trabalho que estão procurando. 

 

Ainda mais importante do que aquilo que fizemos, eu penso, é a forma como encaramos o nosso trabalho e como nos comportamos quando ninguém está olhando. O livro bíblico de Provérbios tem muito a dizer sobre isso: 

 

Encarando o nosso trabalho com alto grau de dedicação.  O meio mais seguro de se construir uma carreira de sucesso ou melhorar as metas de uma companhia, é trabalhar com diligência e determinação, reagindo às oportunidades quando elas surgem. “As mão preguiçosas empobrecem o homem, porém as mãos diligentes lhe trazem riqueza.  Aquele que faz a colheita no verão é filho sensato, mas aquele que dorme durante a ceifa é filho que causa vergonha.” (Provérbios 10:4-5). 


Trabalhando com excelência e efetividade.  Uma pessoa que se esforça por alcançar o mais alto grau de qualidade é rara na sociedade atual. Já que muitas pessoas parecem satisfeitas com a mediocridade, trabalhadores habilidosos que têm orgulho do que são chamados a fazer tendem a ser notados. “Você já observou um homem habilidoso em seu trabalho? Será promovido ao serviço real; não trabalhará para gente obscura.” (Provérbios  22:29). 

 

Priorizando a honestidade.  Às vezes é tentador adulterar informações vitais para obter uma venda ou fechar um contrato, mas como frequentemente lemos nas manchetes ou ouvimos nas notícias diárias, práticas desonestas eventualmente são expostas e suas consequências cobradas. “Os lábios que dizem a verdade permanecem para sempre, mas a língua mentirosa dura apenas um instante.”  (Provérbios 12:19). “Pesos adulterados e medidas falsificadas são coisas que o Senhor detesta.”  (Provérbios 20:10). 


Ficando conhecido pelo compromisso com a integridade.  Outra forma de tentação é comportar-se de forma diferente quando pensamos que ninguém está vendo, em comparação com quando sabemos que nossas ações estão sob escrutínio. Uma pessoa íntegra, porém, é aquela cujo comportamento, público ou privado, permanece o mesmo. “Quem anda com integridade anda com segurança, mas quem segue veredas tortuosas será descoberto.” (Provérbios 10:9). “A integridade dos justos os guia, mas a falsidade dos infiéis os destrói.”  (Provérbios 11:3). 

Próxima semana tem mais!


Robert J. Tamasy, é jornalista, editor e escritor, e autor de "Business at Its Best: Timeless Wisdom from Proverbs for Today's Workplace" e "Tufting Legacies" (ainda não traduzidos para o português). Em co-autoria com David A. Stoddard escreveu "The heart of Mentoring" e tem editado numerosos outros livros, incluindo "Advancing Through Adversity", por Mike Landry. Tamasy mantém um site www.bobtamasy-readywriterink.com e um blog atualizados semanalmente www.bobtamasy.blogspot.comTradução de Mércia Padovani. Revisão de Juan Nieto (jcnieto20@gmail.com).


MANÁ DA SEGUNDA® é uma reflexão semanal do CBMC - Conectando Business e Mercado a Cristo, organização mundial, sem fins lucrativos e vínculo religioso, fundada em 1930, com o propósito de compartilhar o Evangelho de Jesus Cristo com a comunidade profissional e empresarial. © 2018 - DIREITOS RESERVADOS PARA CBMC BRASIL -  E-mail:adm.mana@cbmc.org.br -Desejável distribuição gratuita na íntegra. Reprodução requer prévia autorização. Disponível também em alemão, espanhol,  inglês, italiano e japonês.

Somos contra o SPAM na rede e em favor do direito à privacidade. Esta mensagem não é considerada SPAM, pois o remetente está identificado, o conteúdo claramente descrito e com a opção de exclusão de seu e-mail. Para exclusão do seu nome de nossa lista de mailing , por favor, envie um email para adm.mana@cbmc.org.br escrevendo "REMOVER" no campo de assunto.


Questões Para Reflexão ou Discussão   

 

1. Quando conhece uma pessoa, especialmente dentro do contexto profissional, você pergunta em que ela trabalha ou sobre a faculdade que fez? Que nível de importância você atribui a esta informação?

2. Para você, quais são os fatores mais importantes a serem considerados na avaliação para saber se uma pessoa está qualificada para um novo trabalho ou para maiores responsabilidades?

3. Como você descreveria uma pessoa que trabalha sempre com diligência e/ou excelência?

4. Você concorda que honestidade e integridade são qualidades importantes para distinguir-se no mercado de trabalho? Por quê?  Para você, estes traços são comuns atualmente e como são avaliados? 

Desejando considerar outras passagens da Bíblia relacionadas ao tema, sugerimos: Salmos 25:21; Provérbios 12:11,24,27; 13:4, 6; 14:5; 15:9; 20:14; 21:5; 29:10; Tito 2:7-8.

 

Forward to a Friend
 
 
  • This mailing list is a public mailing list - anyone may join or leave, at any time.
  • This mailing list is announce-only.

Maná da Segunda, é uma edição semanal de textos com situações corriqueiras no dia a dia de trabalho, sempre baseados na Bíblia.

Privacy Policy:

De acordo com a polí­tica do CBMC Brasil seu endereço de e-mail não será divulgada para nenhuma atividade que não seja a de receber o Mana da Segunda ou outras comunicações do CBMC Brasil.

Go back to CBMC Brasil